| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Momento UniFIAMFAAM - Semanário Digital
Desde: 06/12/2001      Publicadas: 4183      Atualização: 26/09/2007

Capa |  AGENCIA DE NOTÍCIAS  |  PROFESSORES DO UniFIAM FAAM  |  UniFIAM FAAM DIGITAL


 UniFIAM FAAM DIGITAL

  17/06/2007
  0 comentário(s)


UMA HISTÓRIA AO ACASO

Crônica do Prof. Edgard

UMA HISTÓRIA AO ACASO


Por acaso, por um caso ou por destino, a vida é isso que se vê, um desatino. O que acontece, porque acontece, quem mexe essas peças desse jogo de xadrez que é viver?
Quem sabe menos das coisas sabe muito mais que eu, dizia Roberto Carlos, pois é.
Dia destes o parceiro, amigo e querido companheiro, o professor e doutor Arquimedes Pessoni contou uma história no jornal Atibaia Hoje, com o qual colaboramos todas as semanas, e acabou mexendo comigo.

A coisa era muito legal e emocionante. Esses textos que a gente começa a ler e voa, atraído e concentrado. Falando dos azares da sorte e dos caminhos da vida, dos acasos ou dos destinos, o professor lembrava uma história, verídica, por sinal, do sujeito muito importante, cheio de coisas para fazer, num certo país do Oriente, sei lá qual. Ele tinha pressa, pois iria participar de uma importante e decisiva reunião de negócios. Faminto, antes de ir ao tal encontro, entrou num bar ou coisa assim e deu de cara com uma fila maior do que aquelas em jogo do Corinthians. Não conseguia esconder a sua agonia. Não dava tempo para encarar a fila, mas também não dava para encarar a reunião sem comer alguma
coisa. Foi quando alguém, mais gentil, percebeu sua aflição e ofereceu seu lugar na fila. Agradeceu, comeu e saiu. Quando estava a vinte metros do restaurante, uma bomba explodiu e o local foi literalmente para os ares. "Deus do céu!", pensou o homem, lembrando do sujeito que lhe havia cedido o lugar na fila. "Se não fosse por ele eu estaria lá!". Esqueceu tudo, voltou para socorrer o possível. Por sorte encontrou o seu benfeitor, baleado, mas com vida.

Perdeu a reunião, mas fez de tudo para que o homem ficasse curado. A história contada pelo professor Arquimedes crescia em emoção e eu deixei de fazer o que fazia no momento, ou seja, cerveja, ou melhor, bebendo uma bela caipirinha e comendo deliciosas fatias de picanha na brasa, para continuar a ler. Emoção pura. Pois o tal homem de negócios seguiu a sua vida, além de ter arrumado a vida do seu benfeitor, que acabou levando para o bem-bom de Nova Iorque.

Quando tudo estava bem, eis que o seu importante telefone vermelho toca trazendo a voz do filho do seu benfeitor. "Meu pai teve um infarto e está no hospital!", disse. O ricaço não hesitou um minuto. Largou tudo saiu sem paletó e correu para o hospital para ver o amigo e salvador antigo. Dramático. No que chegou lá, ficou sabendo, pelo próprio amigo, que já havia se recuperado do acidente cardíaco, que uns aviões haviam explodido nas tais torres gêmeas, onde ele, o ricaço, tinha o seu escritório. Foi tendo um infarto, tirando o ricaço de lá que ele salvou a sua vida pela segunda vez. Por acaso, por um caso, pelo destino.

Respirei fundo, aliviado, pensando nesses eternos mistérios da vida. Realmente estamos sempre vivos por milagre, por acaso, por um caso, ou, pelo destino. Fechei o jornal aliviado e constatei que tudo acontece e não se sabe mesmo como nem porque. Foi então que percebi: enquanto lia, emocionado e entusiasmado o artigo do Arquimedes, o Doguinho, meu cão, comeu meu último pedaço de picanha. Não sei se por acaso, por um caso ou por azar mesmo. Será que teria sido coisa do destino?

Prof. Edgar de Oliveira Barros



  Mais notícias da seção Gente que escreve no caderno UniFIAM FAAM DIGITAL
26/09/2007 - Gente que escreve - PAGANDO FAVORES
Crônica do Prof. Edgard...
26/09/2007 - Gente que escreve - UMA VIDA DANTESCA
A força de vontade de Cassiano Oliveira, catador de entulhos que encontrou no lixo uma forma de sobreviver e escapar do inferno...
26/09/2007 - Gente que escreve - FIDELIDADE ÀS RAÍZES E ORIGENS
A dedicação e preocupação de Leonardo Mendonça com o meio ambiente fizeram com que o filho de fazendeiro pagasse as pessoas para que plantassem árvores....
20/09/2007 - Gente que escreve - MEMÓRIAS DA PRAIA
Crônica do Prof. Edgard...
20/09/2007 - Gente que escreve - ELE QUERIA MUDAR O MUNDO
Caio Queiroz, o jovem empresário que tirou boas idéias do lixo...
20/09/2007 - Gente que escreve - O GUARDIÃO DA FLORESTA
Amor à natureza fez Marcio Mônaco se tornar um agrônomo ...
12/09/2007 - Gente que escreve - UMA QUESTÃO DE PRAZOS
Crônica do Prof. Edgard...
04/09/2007 - Gente que escreve - VINGANDO AS FLORES
Crônica do Prof. Edgard...
29/08/2007 - Gente que escreve - GENTE DE VALOR
Crônica do Prof. Edgard...
23/08/2007 - Gente que escreve - UM COMPUTADOR ALOPRADO
Crônica do Prof. Edgard...
15/08/2007 - Gente que escreve - UM PEIXE FRITO
Crônica do Prof. Edgard...
08/08/2007 - Gente que escreve - FAZER NADA TAMBÉM É ARTE
Crônica do Prof. Edgard...
02/08/2007 - Gente que escreve - QUESTÃO DE MOMENTO
Crônica do Prof. Edgard...
17/06/2007 - Gente que escreve - SOSSEGADO
Crônica do Prof. Edgard...
10/06/2007 - Gente que escreve - COM UM CARTAZ NA CABEÇA
Crônica do Prof. Edgard...
03/06/2007 - Gente que escreve - O PALAVRÃO EM POUCAS PALAVRAS
Crônica do Prof. Edgard...
29/05/2007 - Gente que escreve - DE CRISTA CAÍDA
Crônica do Prof. Edgard...
23/05/2007 - Gente que escreve - O RISCO DOS RISCOS
Crônica do Prof. Edgard...
17/05/2007 - Gente que escreve - A FALTA QUE UM "GROOVING" FAZ
Crônica do Prof. Edgard...
02/05/2007 - Gente que escreve - É BEM PELO MEIO
Crônica do Prof. Edgard...
25/04/2007 - Gente que escreve - PARECIA A VIDA
Crônica do Prof. Edgard...
25/04/2007 - Gente que escreve - A DANÇA DAS CADEIRAS
Cadeirante e dançarina, com muita força de vontade...
18/04/2007 - Gente que escreve - MEIO DO CAMINHO
Crônica do Prof. Edgard...
17/04/2007 - Gente que escreve - EM CASA DE FERREIRO, O ESPETO É DE PAU
Já faz quase dois meses que a concessionária Carrera sofre com o sumiço de instrumentos de trabalho. Quem acaba atingido são os clientes....
11/04/2007 - Gente que escreve - COISAS DE AMIGO
Crônica do Prof. Edgard...
03/04/2007 - Gente que escreve - CONFORME SE VIU NA TV - VERSÃO DOIS
Crônica do Prof. Edgard...
27/03/2007 - Gente que escreve - CONFORME O QUE SE VIU NA TV
Crônica do Prof. Edgard...
20/03/2007 - Gente que escreve - TIROTEIO NAS REDAÇÕES
Caiu o tabu: jornalista agora processa jornalista...
17/12/2006 - Gente que escreve - UM ÚLTIMO PEDIDO
Crônica do Prof. Edgard...
12/12/2006 - Gente que escreve - MANTENHA SEGREDO
Crônica do Prof. Edgard...



Capa |  AGENCIA DE NOTÍCIAS  |  PROFESSORES DO UniFIAM FAAM  |  UniFIAM FAAM DIGITAL
Busca em

  
4183 Notícias