| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Momento UniFIAMFAAM - Semanário Digital
Desde: 06/12/2001      Publicadas: 4182      Atualização: 26/09/2007

Capa |  AGENCIA DE NOTÍCIAS  |  PROFESSORES DO UniFIAM FAAM  |  UniFIAM FAAM DIGITAL


 UniFIAM FAAM DIGITAL

  24/08/2005
  0 comentário(s)


O FUTURO DOS JORNAIS

Como se preparar para a mídia do "eu"

O FUTURO DOS JORNAISUma perversão curiosa ocorre com a máxima de Leon Tolstoi (1828-1910), a vindicar que ser universal é falar da própria aldeia: ser universal para a mídia, agora, seja talvez falar do universo particularíssimo de cada leitor. "Estamos entrando numa era de mídias "eu-cêntricas" (I-centric): o que importa é que tragam o conteúdo que eu quero, quando eu quero, no formato que eu quero, mas apenas quando eu o quiser", disse o jornalista e professor Rosental Calmon Alves, da Universidade do Texas, em Austin, perante a uma atônita platéia composta de boa parte da elite do jornalismo investigativo mundial, reunida duas semanas atrás, em Londres.

Rosental, ex-correspondente do Jornal do Brasil nos EUA, criador do JB Online, primeiro jornal brasileiro na internet, está à frente da Cadeiras Knight & Unesco, em Comunicação, na Universidade do Texas. Coube a ele alertar a velhos editores e intrépidos repórteres que o jornal, da forma como ora o conhecemos, está com os seus dias contados, necessita de agudas transformações e de, no mínimo, oblíquas adaptações.

Sob sigilo

A fala de Rosental ocorreu em Londres, durante a reunião anual do International Consortium of Investigative Journalists, entidade dos EUA que congrega 94 repórteres investigativos de 48 países. [Clique aqui para ler sua apresentação, em inglês; arquivo powerpoint, 271 Kb]. Além de Rosental, os brasileiros convidados ao evento foram o colunista Fernando Rodrigues, da Folha de S.Paulo, e este observador.

A análise do professor Rosental Calmon Alves causou tanto impacto como a do fundador do ICIJ, Chuck Lewis, ao anunciar que uma soma de 30 milhões de dólares (cerca de 70 milhões de reais) será amealhada até o final deste ano. Lewis, um veterano produtor do programa 60 Minutes, da CBS, quer reunir esses recursos como único intuito de proteger jornalistas, sobretudo dos Estados Unidos, de ações cíveis indenizatórias milionárias.

O órgão a cuidar da soma se chama Fundo para a Independência no Jornalismo. "Há centenas de casos de processos contra jornalistas nos EUA, cada vez crescendo mais. Num caso de uma reportagem que o ICIJ fez, por exemplo, é pedida uma indenização de 4 milhões de dólares", disse Chuck Lewis a este Observatório.

Chuck ressalta que "uma nova forma de tratamento está emergindo: a litigância". E arremata: "O jornalismo está sendo submetido há anos e anos pelos custos dessa litigância. Qualquer história desconfortável pode ser assassinada ou desacreditada, não porque esteja incorreta, mas por causa da força dos implicados. A litigância é uma arma efetiva da censura para qualquer um com riqueza e vontade de usar a Justiça para deter o escrutínio público".

Os dados revelados por Chuck, que agora monta um banco de dados sobre processos judiciais contra jornalistas, também chegam às mais novas formas de censura às informações públicas. O número de documentos colocados sob sigilo em 2001 era de 8 milhões e, em 2004, subiu para 16 milhões " o maior índice desde 1980. Já o número de documentos abertos ao público por ano sob a administração Bill Clinton era de 150 milhões; o volume caiu para apenas 25 milhões em 2004, sob George W. Bush.

Novas plataformas

Se o presente revela uma verdadeira loteria legiferante a envolver tais litigâncias, o futuro dos jornais, que ora singularmente se redesenha, indica dados jamais imaginados pelos spin doctors da análise das publicações. Com base no estudo "Abandoning the news", da Carnegie Corporation, divulgado no primeiro semestre deste ano, Rosental mostrou que 39% dos jovens americanos entre 18 e 34 anos vêem a internet como a fonte de informações mais importante, seguida de notícias locais de TV (14%), das notícias de TV a cabo (10%), vindo em seguida os jornais (8%).

Os jornais também figuram como a mídia lanterninha nos quesitos confiabilidade, atualização, noticiais úteis, forma útil de se aprender algo, entretenimento e provedores das notícias só quando o consumidor as quer. A internet ganha de todas as outras mídias, somados todos esses quesitos.

"O jornalismo costumava ser uma leitura, agora é uma conversação", diz Dan Gillmor, do movimento Citizen Journalism, citado por Rosental. Sua apresentação revela que já existem no mundo 30 milhões de blogs e um novo deles surge a cada segundo. Para Rosental, cada vez os jornais vão se tornar "webcêntricos". Para justificar sua assertiva, ele trouxe excertos de um famoso memorando de Bill Keller, editor-executivo do The New York Times, distribuído em 2/8, a revelar o seguinte: na semana retrasada, foi anunciada a fusão das redações do jornal em papel e do NYT na web; com isso, refere Keller, as reportagens do NYT não serão formatadas para se encaixar na versão digital. Mas a primeira versão da história apurada é que vai para o online; e a versão mais consolidada fica com o impresso.

"Enquanto o jornalismo tal como o conhecemos está morrendo, novas formas de jornalismo estão sendo construídas. Nos próximos anos essas versões vão se erigir na internet, nos celulares, nos aparelhos de MP3, na TV interativa, nas novas plataformas a serem lançadas", vaticinou Rosental. "O leitor quer editar, não quer apenas ser editado por alguém."

Jornal gratuito

Na mesma semana em que ele falou à seleta platéia do ICIJ, em Londres, o New York Times anunciava nos EUA que iria lançar uma versão gratuita. A poucos metros do púlpito em que falava Rosental, na Cass Business School, na City londrina, homens de meia-idade distribuíam nas calçadas, com avidez, exemplares tablóides, gratuitos, do The Evening Standard, chamados de "Free Lite".

Nas ruas de Londres, esses distribuidores parecem implorar com os olhos que os transeuntes estiquem as mãos para apanhar um exemplar. Rosental explica que o jornal gratuito é uma das saídas para que se mantenha o fluxo de anúncios entre leitores " e lembra que, não faz muito tempo, um londrino processou um desses tablóides gratuitos porque não queria mais recebê-lo em casa, mesmo que de graça.

São todos, sem dúvida, arcanos obscuros sobre o futuro do jornal impresso.

  Autor:   Fonte: Claudio Julio Tognolli. Jornalista, integrante do International Consortium of Investigative Journalists, professor do UniFIAMFAAM.


  Mais notícias da seção Colaborações no caderno UniFIAM FAAM DIGITAL
20/09/2007 - Colaborações - EDUCAÇÃO COMEÇA NA ESCOLA
Prefeitura quer melhorar a qualidade de vida de crianças e busca parcerias para projeto que aborda questões importantes para a prevenção e tratamento de doenças....
23/05/2007 - Colaborações - SINDICATO DISCUTE PAPEL DE JORNALISTAS NO TERCEIRO SETOR
As inscrições vão até 31 de maio...
17/05/2007 - Colaborações - MÚSICA PARA OUVIR, MÚSICA PARA FALAR
Novo movimento musical atrai jovens em São Paulo...
24/10/2006 - Colaborações - O BRASIL É UM PAÍS DE ANALFABETOS CIENTÍFICOS
Uma resenha crítica sobre o artigo O papel educador do Jornalismo Científico, de Laura Barcha...
18/10/2006 - Colaborações - CRÔNICAS DESCONHECIDAS
Mel Bose escreve para o Momento online...
18/10/2006 - Colaborações - TRINTA POR DEZ
Que fazer com essas crianças que são obrigadas a crescer mais cedo?...
08/06/2006 - Colaborações - SÃO PAULO E EU
Conto de Regina Miranda*...
29/03/2006 - Colaborações - DEZ DICAS SOBRE TEXTO
Tá com dificuldade em escrever? Então vamos lá......
01/03/2006 - Colaborações - A MISSÃO DO MESTRE
O professor de hoje não é o sábio de antigamente....
09/12/2005 - Colaborações - MEIO HOMER, MEIO LINEU
Sobre a necessidade de ser claro ...
11/11/2005 - Colaborações - TÁ RESOLVIDO O PROBLEMA
Crônica do Professor Edgard...
07/11/2005 - Colaborações - CRÔNICA DO PROFESSOR EDGARD
E quem disse que um passarinho não pode mudar nosso mundo...
19/10/2005 - Colaborações - PAGANDO PRA VER
Crônica do Prof. Edgard...
19/10/2005 - Colaborações - "THE RIGHT TO BEAR ARMS"
Aluno opina sobre o SIM e o NÃO do referendo...
11/10/2005 - Colaborações - OS BRUXOS DA MINHA VIDA: "A REALIDADE É APENAS UMA OPINIÃO"
Com Timothy Leary, aprendi muita coisa a partir de uma frase que ele gostava muito: a realidade não passa de uma opinião, dizia. Leary achava que viver é surfar o caos: não podemos modificá-lo, mas podemos surfá-lo ...
03/10/2005 - Colaborações - UMA NOVA ONDA DE DESCULPAS
A desculpa já pronta: "Eu não sabia disso, isso não chegava até mim, quem cuidava disso eram responsáveis subalternos, etc"...
22/09/2005 - Colaborações - COM QUEM VOCÊ PENSA QUE ESTÁ FALANDO?
Crônica do Prof. Edgard de Oliveira Barros...
15/09/2005 - Colaborações - RODA GIGANTE GIRA
Mais uma crônica do Prof. Edgard......
07/09/2005 - Colaborações - O SANTO DIÁRIO
A internet virou um grande inconsciente coletivo. Está tudo lá. Até o famoso meu caro diário ficou transparente, numa época em que tanta transparência se prega, com exceção é claro daquela a tratar das relações e negócios do governo...
01/09/2005 - Colaborações - O MELHOR ESTÁ POR VIR
Chico Buarque disse essa semana que o país estava com a alma doente porque Lula está morrendo. Lula está morrendo porque, à sua maneira, vem fazendo extemporaneamente o que Chico Buarque fazia há 30 anos: fala por metáforas e parábolas. É o presidente parabólico...
24/08/2005 - Colaborações - GUAIACA BONITA, COMPANHEIRO!
Crônica do Edgard......
09/08/2005 - Colaborações -
Quem de nós poderia imaginar que, mesmo dispondo de televisão ou pelo menos rádio, um(a) trabalhador (a) em grande empresa ou seu dependente não saiba o que significa "o dobro"?...
14/06/2005 - Colaborações - VEJA, PF E KROLL
Claudio Julio Tognolli (*) ...
14/06/2005 - Colaborações - MÍDIA EM CINCO ATOS
Vertentes da comunicação na escola vão desde a divulgação de notícias no mural até a transmissão de programas de rádio ...
17/05/2005 - Colaborações - A INSUPORTÁVEL LEVEZA DO SIMPLES
Professor: procure ministrar uma aula melhor, mais criativa e... simples. Isso mesmo, muitas vezes é o que nos falta para alcançar a compreensão completa do conteúdo pelos alunos. A simplicidade criativa estimula o entendimento....
17/05/2005 - Colaborações - TAUTOLOGIA: REPETIÇÕES VICIADAS
As armadilhas da língua portuguesa!...
18/04/2005 - Colaborações - PENSAR DÓI?
Quando começamos a pensar, a refletir, deixamos de ser uma manada de bovinos resignados e passamos a agir como gente que tem vontades....
06/04/2005 - Colaborações - É PRECISO APRENDER COM AS BOAS REPORTAGENS
Pela primeira vez na história da diplomacia brasileira, alguém da ilustre casa foi condenado por práticas de corrupção ...
16/12/2004 - Colaborações - JORNALISMO CIENTÍFICO
Uma crescente modalidade no jornalismo que causa interesse, mas enfrenta dificuldades....



Capa |  AGENCIA DE NOTÍCIAS  |  PROFESSORES DO UniFIAM FAAM  |  UniFIAM FAAM DIGITAL
Busca em

  
4182 Notícias