| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Momento UniFIAMFAAM - Semanário Digital
Desde: 06/12/2001      Publicadas: 4182      Atualização: 26/09/2007

Capa |  AGENCIA DE NOTÍCIAS  |  PROFESSORES DO UniFIAM FAAM  |  UniFIAM FAAM DIGITAL


 UniFIAM FAAM DIGITAL

  25/04/2007
  1 comentário(s)


A DANÇA DAS CADEIRAS

Cadeirante e dançarina, com muita força de vontade

A DANÇA DAS CADEIRAS
A possibilidade da inclusão do cadeirante no mundo da dança, hoje não é mais utopia, a escola da dança CIA CIRCODANÇA SUZIE BIANCHI, nos dá uma verdadeira lição de socialização.

Formada em balé clássico pela Escola Grupo 6 e Steps Espaço de Dança, Suzie Bianchi, após atuar como bailarina até seus 19 anos, decidiu que queria mais e abriu em 1984 as portas de sua escola de dança a CIA CIRCODANÇA SUZIE BIANCHI, na rua República do Iraque, 1866 " Campo Belo.

A escola era um sucesso, porém Suzie ainda sentia que algo estava faltando, que o projeto poderia ser melhor e foi quando "um anjo bateu em minha porta",diz Suzie.

Em 1995, foi incentivada pela mãe de uma criança, portadora de síndrome de down a dar aulas de dança para crianças especiais. Imediatamente, aceitou o desafio e assistida por sua amiga e psicóloga Márcia Damiane iniciou as aulas. No início, não sabia bem como fazer, mas no decorrer do curso percebeu que a aula deveria seguir a mesma metodologia da aula para andantes. "A única diferença é que ao invés de andarem os cadeirantes deslizam", explica Suzie.

O desenvolvimento da auto- estima, da coordenação motora e do ritmo foram motivos que fizeram Suzie querer que o projeto desse certo.Como primeiro obstáculo, Suzie teve de enfrentar o preconceito dentro de sua escola. Seus alunos andantes e familiares não conseguiam aceitar a socialização, mas, dona de uma invejável criatividade, a professora criou atividades que integravam a convivência, como, ajudar a troca de roupa durante os espetáculos. "Hoje a ajuda é tanta que tenho que dizer não, pois todos querem participar", conta.

Atualmente a escola possui 170 alunos, dos quais 10 são cadeirantes (nove mulheres e um homem), a idade desses bailarinos especiais varia de 12 a 30 anos, realizam duas aulas semanais de uma hora cada além dos ensaios das coreografias para os eventos que ocorrem durante o ano.

O principal objetivo do seu trabalho é tornar seu grupo profissional, eles já realizam espetáculos com cachê, porém ainda não ganham o suficiente para poder viver da dança.

O grupo é sempre convidado para eventos dentro de empresas, shows, feiras e o mais curioso é que por vezes só contratam as coreografias dançadas pelos cadeirantes. "Foi um momento mágico", conta Daniela Bon , quando fala sobre a apresentação do grupo no evento da Natura, empresa para a qual trabalha.

A cada dois anos Suzie cria um espetáculo. "Antes todos os anos tínhamos um novo espetáculo, mas financeiramente se tornou inviável", diz Suzie e feliz completa, "além dos custos terem diminuído, os espetáculos ficaram com uma qualidade holliwoodiana".

O espetáculo deste ano, A Roda da Vida, é composto por coreografias de jazz, contemporâneo, números de circo e dança de salão como o forró, a dança grega, a dança cigana e com o grand finale, um tango.

Graças ao trabalho de Suzie e seu grupo de profissionais o sonho de Alice Torre, que nasceu com mielomeningocele, se tornou realidade. "Hoje eu danço e pretendo viver da dança". A mesma alegria demonstrou Beatriz Laranja, vítima de paralisia cerebral no momento do parto, quando falou sobre as coreografias que irá apresentar no próximo evento.

Apesar de não ter nenhum patrocinador, Suzie não desiste de seu sonho e cria a todo momento oportunidades para que seu grupo de bailarinos, tanto cadeirantes como os andantes, possam se mostrar para o mercado.

Ainda não satisfeita, Suzie se lançou num novo desafio, em meados de 2006, parte de seus alunos cadeirantes iniciaram aulas de circo. "Eles realizam acrobacias nas fitas melhor que os andantes, pois sua força nos braços e abdômen é invejável", afirma a professora.
Nos dias 14 e 15 de abril, o grupo se apresentou na VI Reatech, no Centro de Exposições Imigrantes, Rodovia dos Imigrantes " km 1,5. Mais informações pelo número: (11) 5543.0620.(Por: Luciana Borges)



  Mais notícias da seção Gente que escreve no caderno UniFIAM FAAM DIGITAL
26/09/2007 - Gente que escreve - PAGANDO FAVORES
Crônica do Prof. Edgard...
26/09/2007 - Gente que escreve - UMA VIDA DANTESCA
A força de vontade de Cassiano Oliveira, catador de entulhos que encontrou no lixo uma forma de sobreviver e escapar do inferno...
26/09/2007 - Gente que escreve - FIDELIDADE ÀS RAÍZES E ORIGENS
A dedicação e preocupação de Leonardo Mendonça com o meio ambiente fizeram com que o filho de fazendeiro pagasse as pessoas para que plantassem árvores....
20/09/2007 - Gente que escreve - MEMÓRIAS DA PRAIA
Crônica do Prof. Edgard...
20/09/2007 - Gente que escreve - ELE QUERIA MUDAR O MUNDO
Caio Queiroz, o jovem empresário que tirou boas idéias do lixo...
20/09/2007 - Gente que escreve - O GUARDIÃO DA FLORESTA
Amor à natureza fez Marcio Mônaco se tornar um agrônomo ...
12/09/2007 - Gente que escreve - UMA QUESTÃO DE PRAZOS
Crônica do Prof. Edgard...
04/09/2007 - Gente que escreve - VINGANDO AS FLORES
Crônica do Prof. Edgard...
29/08/2007 - Gente que escreve - GENTE DE VALOR
Crônica do Prof. Edgard...
23/08/2007 - Gente que escreve - UM COMPUTADOR ALOPRADO
Crônica do Prof. Edgard...
15/08/2007 - Gente que escreve - UM PEIXE FRITO
Crônica do Prof. Edgard...
08/08/2007 - Gente que escreve - FAZER NADA TAMBÉM É ARTE
Crônica do Prof. Edgard...
02/08/2007 - Gente que escreve - QUESTÃO DE MOMENTO
Crônica do Prof. Edgard...
17/06/2007 - Gente que escreve - SOSSEGADO
Crônica do Prof. Edgard...
17/06/2007 - Gente que escreve - UMA HISTÓRIA AO ACASO
Crônica do Prof. Edgard...
10/06/2007 - Gente que escreve - COM UM CARTAZ NA CABEÇA
Crônica do Prof. Edgard...
03/06/2007 - Gente que escreve - O PALAVRÃO EM POUCAS PALAVRAS
Crônica do Prof. Edgard...
29/05/2007 - Gente que escreve - DE CRISTA CAÍDA
Crônica do Prof. Edgard...
23/05/2007 - Gente que escreve - O RISCO DOS RISCOS
Crônica do Prof. Edgard...
17/05/2007 - Gente que escreve - A FALTA QUE UM "GROOVING" FAZ
Crônica do Prof. Edgard...
02/05/2007 - Gente que escreve - É BEM PELO MEIO
Crônica do Prof. Edgard...
25/04/2007 - Gente que escreve - PARECIA A VIDA
Crônica do Prof. Edgard...
18/04/2007 - Gente que escreve - MEIO DO CAMINHO
Crônica do Prof. Edgard...
17/04/2007 - Gente que escreve - EM CASA DE FERREIRO, O ESPETO É DE PAU
Já faz quase dois meses que a concessionária Carrera sofre com o sumiço de instrumentos de trabalho. Quem acaba atingido são os clientes....
11/04/2007 - Gente que escreve - COISAS DE AMIGO
Crônica do Prof. Edgard...
03/04/2007 - Gente que escreve - CONFORME SE VIU NA TV - VERSÃO DOIS
Crônica do Prof. Edgard...
27/03/2007 - Gente que escreve - CONFORME O QUE SE VIU NA TV
Crônica do Prof. Edgard...
20/03/2007 - Gente que escreve - TIROTEIO NAS REDAÇÕES
Caiu o tabu: jornalista agora processa jornalista...
17/12/2006 - Gente que escreve - UM ÚLTIMO PEDIDO
Crônica do Prof. Edgard...
12/12/2006 - Gente que escreve - MANTENHA SEGREDO
Crônica do Prof. Edgard...



Capa |  AGENCIA DE NOTÍCIAS  |  PROFESSORES DO UniFIAM FAAM  |  UniFIAM FAAM DIGITAL
Busca em

  
4182 Notícias